Páginas

Influencers de Cristo


Olá meninas,  tudo bem com vocês?
Espero de verdade que sim, e como eu sempre digo se não estiver do jeito que você gostaria, tenha fé e olha pro alvo que com Cristo no barco tudo vai ficar bem!! "Posso ouvir um Amém?"

O artigo de hoje tem um intuito de  confrontar você como cristã a refletir e assumir seu papel de influenciador no reino de Deus.
Estamos vivendo na era da internet e dos influenciadores digitais,certo? Esses por sua vez, acabam por levar o seu público a comprar e/ou usar algo baseado em seus gostos e suas influências compartilhadas na internet e nas redes sociais (e por sinal fazem isso muito bem e com muito empenho), refletindo e analisando isso comecei a questionar-me: Onde estão os cristãos que deveriam influenciar essa geração?  Não uma influência supérflua e para te garantir um título de "bom cristão", uma consciência aparentemente tranquila ou retorno de algo,esses seriam motivos errados, mas uma influência verdadeira, para Cristo, capaz de levar alguém a amá-lo, a seguir e viver para Ele.

Bem, quero começar te fazendo uma pergunta, mas espere, não quero que você responda pra mim. Apenas reflita por uns instantes. Vamos lá?

Qual é a sua expectativa sobre os próximos anos?

Você pode estar almejando se casar, estudar, se formar na faculdade, comprar um carro, adquirir algum outro bem, eu não sei; Mas é importante saber, você INCLUIU DEUS NISSO?

Mais que isso, vou continuar te instigando um pouco mais, você já parou pra pensar se o que você tem sonhado pode influenciar as pessoas de alguma forma?

As escolhas que você vem fazendo tem influenciado alguém ao seu redor? Não estou falando aqui em status social, seguidores em fan pages, ou número de amigos no Facebook. Quero falar sobre TESTEMUNHO.

O que você tem sonhado te trará algum testemunho? Você escolhe o que todo mundo escolhe, ou deseja viver algo diferente?

A bíblia fala de uma moça judia chamada Ester que deixou sua vida ser usada para influenciar a muitos outros e mudar a história de uma nação que estava fadada a ser exterminada.

Nós conhecemos a história desta mulher. Ela foi escolhida entre muitas outras, e na palavra ela é descrita como “jovem bela, de boa aparência e formosura”, foi enviada para ser preparada para conhecer o Rei, e ela o agradou.

Resumidamente, ela soube que o povo judeu estava sendo ameaçado, e poderia ter escondido de todos a sua real origem… Ela poderia ter se conformado com a situação, pois se encontrava em uma zona de conforto, já que era Rainha do império Persa… Ester poderia ter se esquecido de suas raízes, e vivido no conforto do palácio… Mas não foi assim.

Quantas vezes não permitimos que Deus use a nossa história para influenciar o meio em que vivemos por vergonha?

Quantas vezes deveríamos influenciar o meio em que vivemos, mas é ele quem nos influencia? 
Vocês são o sal da terra. (Mt 5.13)
Na antiguidade, o sal era algo de muito valor. O sal tem, pelo menos, três características, mas irei citar apenas uma aqui. Sal é tempero que – dá sabor à comida – essa é a característica mais conhecida. Já pensou comida sem sal? É tão insípida, como o próprio Jó reconheceu ( Jó 6.6)! A influência do crente no mundo deve ser como o sal para a comida – a presença do crente dá um novo sabor ao ambiente no escritório, na faculdade, na fábrica, etc. Será que a nossa presença tem essa influência positiva? Infelizmente, muitas pessoas consideram que o crente tira o sabor da vida.
Quantas vezes você diz que é cristão e riem da sua cara porque a sua vida em nada se parece com a de um cristão genuíno?

Se o crente vai ser “o sal da terra”, tem de ser um exemplo de pureza. Uma das características da sociedade em que vivemos é o rebaixamento dos padrões de pureza. Não há mais restrições na área moral – sexo antes de casamento é normal, e infidelidade no casamento é comum. Os filmes com cenas de sexo explícito na TV e no cinema, as piadas sujas na fábrica e no escritório são áreas nas quais o crente tem de demonstrar sua pureza. Quando o crente está presente, os colegas param de contar as piadas duvidosas, a TV é desligada. Em outras palavras, o crente deve ser mais corajoso na condenação do mal. “Às vezes, os padrões de uma comunidade afrouxam-se por falta de um explícito protesto cristão” (Stott).

Quantas vezes você se diz diferente, um jovem influenciador, que leva Jesus no coração, mas o influenciado pelo mundo é você?
O crente não pode se retirar do mundo, mas deve “a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo” (Tg 1.27). E isso não é nada fácil. O crente é “chamado a ser um purificador moral em um mundo onde os padrões morais são baixos, instáveis, ou mesmo inexistentes” (R.V.G. Tasker).

Quantas vezes você já esteve na situação em que pôde expor sua opinião sobre o caos que está no mundo, e você simplesmente não quis “se envolver”, pois detesta “polêmicas”?

Se o crente vai ser “o sal da terra”, deve ter uma influência antisséptica no mundo. A presença do crente deve evitar o progresso do mal, derrotando a podridão ao seu redor.
É uma tragédia que a igreja evangélica, representando 20-25% da população brasileira, não tem exercido influência maior para o bem no meio político, sindical e social, como o verdadeiro “sal da terra”. “Os cristãos foram colocados por Deus numa sociedade secular para retardar esse processo de podridão. Deus pretende que penetremos no mundo. O sal cristão não tem nada de ficar aconchegado em elegantes e pequenas despensas eclesiásticas; nosso papel é o de sermos ‘esfregados’ na comunidade secular, como o sal é esfregado na carne para impedir que apodreça” (Stott).

Olha, pelas histórias que eu leio na bíblia, não só a de Ester, mas vários homens e mulheres de Deus que se levantaram na geração deles, não houve a possibilidade de ser 100% aceito não viu?! Alguns foram apedrejados, outros pendurados no madeiro de cabeça para baixo, outros enforcados, decapitados, degolados, mas eles tinham um ideal: VIVER A VERDADE DO REINO E ANUNCIAR A JESUS.

Não tinha como conhecer a Deus e viver como se nada estivesse acontecendo. Ester, orou, jejuou, intercedeu pelo seu povo perante o Rei mesmo sabendo que poderia morrer, mas sabia que a sua vida tinha um propósito maior do que ser apenas “Rainha”. Ela sabia que sua vida era algo precioso para um Deus Grande e poderoso para operar através dela. Em nenhum momento a palavra diz “Então, Ester se esqueceu de onde Deus a colocou” ou “Ester deixou seu povo perecer” ou “Ester teve medo e recuou”. Não! Ester foi corajosa, e deixou sua marca na história! Ela foi uma influenciadora! Mudou o rumo da história dos israelitas, e até hoje o livramento que Deus deu ao povo por meio de Ester é comemorado no calendário judaico.

Você pode fazer planos, mas não peça a Deus para apenas abençoá-los. Peça a Deus para que você esteja incluído nos planos d’Ele! Já orei várias vezes desta maneira “Deus, não me deixe de fora dos planos que Tu tens para esta geração! Se há algo que o Senhor vai fazer, eu quero fazer parte!”.

Ore para que Deus use a sua vida, os seus sonhos e projetos, dons e talentos, para influenciar outras pessoas, o mundo, sua família, seus amigos,de maneira que o corpo de Cristo seja fortalecido e avance cada vez mais.

Não se limite. José sonhou e sua história é lembrada nos dias de hoje. Pedro errou ao negar a Jesus, mas permitiu ter sua vida transformada e foi um grande pescador de almas. Saulo encontrou-se com o Mestre e virou Paulo, um grande homem de Deus. Débora julgou todo o Israel e liderou um general numa batalha vitoriosa. Davi venceu o gigante. Abraão creu na promessa e a partir dele nasceu uma grande nação. Jesus viveu como nós e venceu a morte e está assentado a destra de Deus.

Todos estes exemplos enfrentaram desafios, mas deixaram a sua marca no mundo.

Viva para marcar uma geração, a vida de alguém. Viva de maneira que a sua forma de agir tenha mais influencia do que as suas palavras.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, sua opinião é muito importante!!