quinta-feira, 21 de maio de 2020

Frutifique em terra seca


Nem preciso dizer que essa palavra se encaixa perfeitamente ao momento que estamos vivendo atualmente, né mesmo?
É difícil olhar para um cenário de adversidades, tribulações e enxergar uma pontinha de esperança, quanto mais frutificar em meio a esse cenário. Mas, isso não é impossível! Deus te criou, para dar frutos! Não somente em tempo propício ou ambiente fértil, você foi chamada também para frutificar em estações diversas.

A terra, passa por muitas fases até chegar a secar. Ela se forma do pó da terra, se espalhando pelo solo, é molhada pela chuva, lavrada e colhida pelo homem... após seus anos de sucesso, ela se torna mal amada, e quanto mais o tempo passa, mais desprezada ela é, depois de um tempo, ela já não se espalha mais, ela se torna dura, e nem a chuva a amolece mais... depois desse horrível processo, ela é abandonada, e além de dura, agora nascem as rachaduras, e a sua beleza é transformada numa paisagem de dor. 
Quando não há mais nada para se esperar da terra que se converteu em seca, ela recebe um presente de Deus, uma companhia que aceita sua moradia, sua falta de chuva, sua solidão.
O Cacto, que tem a aparência seca como a da terra, espinhosa pois gerada pela terra seca sente seu desprezo e assim se protege do mundo com seus espinhos, mas se lembrando dos anos de sucesso, com o tempo mostra a sua BELEZA com a Flor que dela nasce, a FLOR que do espinho, da terra seca e do sol vem, e por assim dizer, é forte e independente... não há nesta flor, que veio da terra seca e dos espinhos, fragilidade... ela armazena sua água nos poucos períodos de chuva, e floresce a noite.

Quantos exemplos podemos tirar da terra seca:

Sentir o amor das pessoas quando se é útil,
‎Ser desprezada e abandonada quando o sucesso acaba,
‎Lidar com a solidão, 
‎Ganhar uma companhia de aparência assustadora
E ainda assim, GERAR uma beleza forte, que não tem medo  da seca, não tem medo dos espinhos, não tem medo da SOLIDÃO, e não tem medo de florescer a Noite.

"Quero ainda, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para o progresso do evangelho; De maneira que as minhas prisões em Cristo foram manifestas por toda a guarda pretoriana, e por todos os demais lugares; E muitos dos irmãos no SENHOR, tomando ânimo com as minhas prisões, ousam falar a palavra mais confiadamente, sem temor." (Filipenses 1.12-14)

 A Epístola aos Filipenses é uma das chamadas cartas da prisão. Segundo a tradição antiga Paulo estava preso em Roma quando escreveu a epístola, podemos ver que essa descrição em Fp 1.13 e 4.22 condiz com um cenário romano. Paulo escreve aos filipenses para expressar sua alegria e preocupação, notamos de forma abundante a gratidão do apóstolo para com Deus pela vida dos crentes daquela igreja. No entanto nosso foco nessa reflexão não será propriamente a igreja para que a carta foi enviada, mas, o apóstolo Paulo e como sua vida e ministério frutificaram em momentos adversos e aparentemente desfavoráveis a pregação do evangelho.

Ao iniciar o versículo 12 Paulo mostra seu entendimento da soberania de Deus sobre sua vida e a obra missionária, que as prisões e perseguições que vieram sobre ele não eram fruto do abandono de Deus, mas de sua providência. Tudo que Paulo tinha passado até ali estava no controle soberano de Deus para a pregação do evangelho. E podemos ver de acordo com o texto que as prisões e privações de Paulo não só serviram para a pregação, mais também o progresso do evangelho. O entendimento da soberania de Deus na obra missionária é fundamental para seu crescimento maduro, como ele mesmo diz em Romanos 8.28: "E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito."
Calvino em seu comentário de Filipenses nos diz que é possível que os filipenses estivessem desanimados em face da perseguição, Paulo agora os adverte que a perseguição não impede a pregação do evangelho e o avanço da obra missionária, o efeito é reverso, a pregação se fortifica com a perseguição, Jesus disse: "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós." (Mt. 5.11,12)
Porque ainda que estivesse preso em Roma, o evangelho estava sendo pregado e o nome do Senhor estava sendo glorificado com suas prisões. Como ele mesmo disse a Timóteo:
"Por isso sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa." ( II Tm. 2.9)
Agora chegamos ao versículo 13, onde Paulo nos diz que o evangelho foi pregado a toda guarda pretoriana, os soldados da guarda ficaram impressionados com o proceder de Paulo. Havia um revezamento da guarda, e todos aqueles soldados que por ali passavam para vigiar o apóstolo se surpreendiam com sua vida, sua devoção, seu modo de falar com os amigos e com o secretário que ia vê-lo na prisão. Paulo diz que toda guarda ouviu e viu o evangelho, não ouviram somente palavras vindas dele, mas, viram o evangelho em sua vida, ali estava o fruto da aflição na vida de um missionário, no versículo 11 lemos:
"Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus."
Paulo estava ensinando aos filipenses o que ele mesmo experimentou, que eles não desanimassem diante da provação, mas que produzissem frutos por Jesus Cristo, em outro lugar ele disse:
"Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele, Tendo o mesmo combate que já em mim tendes visto e agora ouvis estar em mim." ( Fp 1.29,30)
Frutos gerados em terra seca, em lugar impróprio. Trazendo isso para nossa vida prática, podemos aplicar tai a circunstâncias que muitas vezes sofremos, lembrando sempre que Deus nos está dando uma oportunidade para crescermos e glorificarmos seu nome. Porque aqueles que querem viver de forma piedosa padecerão perseguição. O evangelho não nos promete uma vida sem lutas, sem perseguições, sem tentações; Jesus nos disse que no mundo teríamos aflição, mas também nos disse: tenha bom ânimo Eu venci o mundo. Ora, nossa vitória está em Cristo, ele nos socorre em nossas fraquezas como diz o autor aos Hebreus:
"Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo. Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados"  (Hb 2.17,18)
Deus muitas vezes nos coloca em lugares inóspitos, isso tem um propósito, Jesus nos disse que a boa árvore produz frutos bons, de acordo com as leis naturais é muito difícil uma árvore produzir frutos bons e ser frondosa e convidativa se ela não estiver plantada em um lugar que lhe dê condições para isso, no entanto para Deus a coisa é diferente, uma árvore produz mais se ela é provada, nossa vida é essa árvore, que mesmo em terra seca e maltratada frutifica para honra e glória do seu Criador.
Ao Chegarmos ao versículo 14 vemos que nosso padecer por Cristo produz resultados, veja:
"E muitos dos irmãos no SENHOR, tomando ânimo com as minhas prisões, ousam falar a palavra mais confiadamente, sem temor."
Nossa vida é uma carta aberta como dizia Paulo aos Coríntios, nosso viver serve de instrução para os mais novos na fé, nossa prática cristã é de extremo valor para igreja e para crescimento do corpo de Cristo, como Thiago diz: "Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito." (Tiago 1.25)
Que essa breve reflexão seja aplicada em nossas vidas, que possamos frutificar em terra seca, gerando através de Cristo e de seu Espírito em nós, obras de justiça.
"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor." (I Co. 15.58)
E mesmo que você não se veja como uma árvore viçosa, saudável e frondosa no momento, há esperança para você. Veja o que diz a bíblia lá no livro de Jó: "Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e o seu tronco morrer no pó, Ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como uma planta."
Jó 14:7-9
Você, minha amada é essa árvore! Procure ver como você pode ser útil nesse momento a outros, há diversas pessoas precisando de você nesse momento, há vizinhos idosos que estão sem sair de casa precisando de uma ajuda amiga com as compras do super mercado, há pessoas que não estão lidando bem com a tensão de ficar em casa em quarentena e que você pode ligar para ouvi-las desabafar e até mesmo orar com elas e por elas, há inúmeras maneiras as quais você pode contribuir com o reino. 
Não volte seus olhos para o cenário atual que te cerca, mas olhe para o Senhor Jesus, Ele está contigo! 

Tá esperando o quê? Simbora florescer?
Me conta, como você tem feito para cooperar com o Reino nesse momento de diversidade para todos nós? 


Siga-nos no Instagram e me acompanhe de pertinho.
Link abaixo? 



Nenhum comentário: