segunda-feira, 8 de março de 2021

Deixe-me ser uma mulher...


Oi, garotas, como estão? Apareci aqui, mesmo depois de uma longa pausa, por que não poderia deixar passar essa data de hoje - 08 de março- sem publicar algo pra vocês. Então compartilho aqui esse belíssimo texto. Ah, se gostarem vão lá conhecer o blog Teologia e Feminilidade em que me inspirei, creio que vocês vão gostar. Então sem mais delongas, bora pro texto. 


 Let me be a woman: Deixe-me ser uma mulher. Esse é o título de um dos livros de Elisabeth Elliot, escrito em 1976, com o qual ela presenteou Valerie, sua única filha, no dia do seu casamento. Eu não conheço o livro na íntegra, apenas algumas partes, mas o suficiente para ficar encantada com os ensinamentos em defesa da feminilidade bíblica e o incentivo a buscar ser uma mulher, conforme foi intencionado por Deus aos nos criar. Com a frase “Deixe-me ser uma mulher”, Elisabeth se opõe ao Igualitarismo que é defendido pelo Feminismo Evangélico.


Em uma parte do livro, nossa amada missionária que há pouco mais de um ano atravessou os “Portais do Esplendor”, questiona como seria o nosso mundo se Eva tivesse se contentado em ser o que ela foi criada para ser – Uma mulher.

A citação é mais ou menos assim:

 "Que tipo de mundo seria o nosso, se Eva tivesse recusado a oferta da serpente? Se tivesse dito-lhe: "Deixe-me não ser como Deus. Deixe-me ser o que fui feita para ser. Deixe-me ser uma mulher.”’

Quando li essa citação, fiquei pensando em todas as ofertas que a serpente continua a nos fazer. Ela sugere que nós podemos e devemos ser tudo, menos aquilo que Deus nos criou para ser. Às vezes ela sussurra outras, no entanto, grita com agressividade:

“Seja o que você quiser ser!”

“Quem manda na sua vida é você!”

“Seu corpo, sua regras!”

“Siga seu coração!”

Quem de nós, nunca ouviu essas frases tão sedutoras?

Entretanto, quais respostas temos dado a elas?

Não sejamos como Eva, pois a Bíblia nos mostra a tragédia que seguiu-se à tolice que ela cometeu em dialogar e aceitar a oferta de ser “independente” de Deus. Precisamos dar respostas teocêntricas a essas ofertas antropocêntricas. Por isso, quando a ética social vigente – o feminismo, nos pressionar dizendo:

“Seja o que você quiser ser!”, digamos: Jesus disse: “Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me” (Mateus 16:24).

“Quem manda na sua vida é você!”, repliquemos: "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.” (Gálatas 2:20)

“Seu corpo, suas regras!”, que distância do que a Bíblia ensina: “Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. (1 Coríntios 6:19,20)

 “Siga seu o coração!”: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?” (Jeremias 17:9).

Devemos seguir a Palavra de Deus, não o nosso coração: “Ganho entendimento por meio dos teus preceitos; por isso odeio todo caminho de falsidade. A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho” (Salmo 119:104,105).

Eu já decidi! Quero ser uma mulher segundo o padrão do meu Deus. Então, parem de me importunar com essa história de feminismo, pois eu já fiz minha escolha.

Deixe-me ser feminina;

Deixe-me não ser homem;

Deixe-me ser o que fui criada para ser;

Deixe-me ser uma mulher segundo o que isso significa para Deus.

Feliz dia da Mulher! Que sejamos todos os dias aquelas que o Pai nos chamou para ser!
"A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada."
Provérbios 31:30
Graças e paz. Fiquem com Deus e até breve!😘😘
Instagram: @crista.princesa21

Nenhum comentário: